O programa de relacionamento
da Qualicorp com você, corretor.

ATENDIMENTO EXCLUSIVO
Segunda a Quinta, das 9h às 18h.
Sextas-feiras das 9h às 16h.
Siga nossas redes:

Coronavírus: como doar sangue na pandemia

25/06/2020

Não há restrições do Ministério da Saúde neste momento em relação a doar sangue durante a pandemia, ainda que a orientação seja para ficar em casa. Devido às inseguranças causadas pela disseminação do coronavírus e as indicações de prevenção, o número de doações caiu e os estoques de sangue se encontram baixos. Dessa forma, os bancos de sangue precisam ainda mais de doadores durante esse período.

A doação de sangue é uma necessidade constante do sistema de saúde brasileiro – pacientes continuam passando por cirurgias, realizando tratamentos oncológicos ou de outras doenças e acidentes ainda acontecem, gerando uma grande demanda de transfusões. Todos os tipos sanguíneos são necessários.

Segurança ao doar sangue na pandemia

Os hemocentros, locais em que se efetua a doação de sangue, sempre se atentaram às normas de higiene para garantir a segurança do doador. Atualmente também acrescentaram aos cuidados algumas medidas específicas para a pandemia de coronavírus, para proteger a saúde tanto de quem doa quanto da equipe que realiza o atendimento. Veja algumas delas:

Agendamento online – a fim de limitar a quantidade de pessoas no ambiente e garantir o distanciamento social necessário, muitos hemocentros estão realizando agendamento prévio da doação de sangue por plataformas online.

Espaços reorganizados – as salas de espera e de coleta dos hemocentros foram reconfiguradas para que as pessoas mantenham, no mínimo, um metro de distanciamento ao esperar atendimento e ao doar sangue na pandemia.

Uso de EPIs – todos devem utilizar Equipamentos de Proteção Individual adequados, como as máscaras de rosto,  tanto doadores quanto equipe de atendimento

Disponibilização de álcool em gel – além de reforçarem a higiene dos ambientes, os hemocentros também providenciam álcool em gel para que funcionários e doadores possam manter as mãos limpas.

Critérios para doação de sangue

Para doar sangue na pandemia de coronavírus, deve-se respeitar alguns critérios de seleção de doadores que já eram realizados antes do estado de emergência de saúde, assim como alguns novos requisitos relacionados à contaminação por Covid-19. A pessoa deve:

  • Portar um documento oficial de identidade com foto;
  • Ter acima de 16 e abaixo de 69 anos de idade, tendo já realizado alguma doação de sangue antes dos 60 anos;
  • Pesar mais que 50 kg;
  • Estar alimentado, no entanto recomenda-se evitar refeições muito gordurosas nas 12 horas que antecedem a doação;
  • Estar saudável – recomenda-se aguardar uma semana após gripes e resfriados para doação;
  • Não ter risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue, ou seja, não utilizar drogas injetáveis e não praticar sexo sem preservativo.

Profissionais da saúde devem aguardar 14 dias após o último contato com pacientes para poder doar sangue. O mesmo tempo vale para pessoas que tiveram contato com alguém infectado por Covid-19.

Já doadores que foram contaminados pelo coronavírus precisam aguardar 30 dias após recuperação completa (sem sintomas) para realizar a doação de sangue.

Não há evidências de que o coronavírus é transmitido por transfusões de sangue e as medidas acima citadas servem apenas como cuidados de prevenção.