O programa de relacionamento
da Qualicorp com você, corretor.

ATENDIMENTO EXCLUSIVO
Segunda a Sexta, das 9h às 18h.
Siga nossas redes:

Entenda a diferença entre depressão e tristeza.

20/09/2019

A tristeza é uma emoção que faz parte da vida. Às vezes, se sentir triste é inevitável, como também é útil para que a gente consiga processar certas situações. A depressão, por outro lado, é um transtorno que prejudica a saúde mental e física e requer tratamento. Listamos abaixo as principais situações que diferenciam a tristeza da depressão.

 

Duração – o sentimento de desânimo ou tristeza é passageiro. Já a depressão, se não tratada, pode durar meses ou anos, ou pode voltar a ocorrer com frequência.

 

Gravidade – a tristeza pode não ser um sentimento agradável, mas na maioria das vezes ela não o impede de realizar suas atividades do dia a dia. A depressão impacta no trabalho, relacionamentos e vida social.

 

Causas – a tristeza geralmente está associada a um acontecimento específico, como a perda de um emprego ou o término de um relacionamento. Se você não sabe por que está mal, é um sinal de alerta para a depressão. A ciência não se sabe exatamente o que causa a depressão, mas pode envolver fatores genéticos e bioquímicos.

 

A tristeza é um dos sintomas de depressão, mas a doença se manifesta de diversas outras formas. Outros possíveis sintomas de depressão incluem:

 

  • Perda de interesse ou prazer na maior parte das atividades;
  • Sentimento de vazio;
  • Raiva ou irritabilidade persistente;
  • Excesso ou falta de sono;
  • Falta de energia e lentidão;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Sentimentos de inutilidade ou culpa;
  • Dificuldade de concentração e memória;
  • Dificuldade para tomar decisões;
  • Pensamentos frequentes de morte ou suicídio.

 

Depressão precisa de tratamento profissional

 

Se você tem sintomas de depressão, não deixe de procurar um médico ou profissional de saúde mental para uma avaliação. Com tratamento adequado – que pode envolver psicoterapia, medicamentos antidepressivos e mudanças em seu estilo de vida – a depressão pode ser controlada, e aqueles que convivem com a doença podem viver vidas mais agradáveis e produtivas.